segunda-feira, 18 de julho de 2011

Uma "Surpresa" Completa

Para o enésimo bailout aos parasitas gregos, anda-se há tempos a falar duma "participação" do sector privado, nomeadamente dos bancos europeus. Aparentemente, tudo muito espontâneo, com os Estados europeus a contentarem-se com um papel "incentivador" e "coordenador". Esta ideia, como era óbvio desde o princípio, só podia ser uma armadilha. Se realmente fosse vantajoso investir em dívida do Estado grego, os investidores fá-lo-iam por si, sem necessidade de incentivos.

Como não é o caso, a UE quer tirar um coelho do seu chapéu mágico. Qual será ele, qual será ele?... Suspense... UM NOVO IMPOSTO.

Um imposto sobre todos os bancos da Europa, para financiar os governos mais perdulários da Europa, assim como salvar os bancos mais irresponsáveis que lhes emprestaram dinheiro. Um bailout entre bancos, em suma. Com prejuízo para o consumidor, no final.

Sem comentários: